UOL Assine

UOL Assine

quinta-feira, 10 de março de 2011

Família acusa médicos do Instituto Fernandes Figueira de causarem a amputação de perna de bebê no Rio

.

15 comentários:

  1. Desculpe, quanto ao comentário não estar relacionado ao assunto acima, mas, não dá pra ficar engolindo seco uma coisa tão devastadora como esta que vou citar. Moradores que foram removidos de locais interditados para obras da prefeitura na cidade do Rio, estão sendo obrigados a darem R$ 20,00 (vinte reais) por semana a milicianos nos condomínios (Cosmos) da prefeitura, os quais, receberam para morar. Caso o morador não tenha no momento, eles marcam para dois dias depois, sob ameaça de se não pagar, levarão algum bem de suas casas. Isso é um absurdo. Espero que através do seu blog, que tem mais audiência que muitos jornais, chegue ao conhecimento das autoridades.

    ResponderExcluir
  2. Ontem conheci o seu blog. Gostaria de dar os parabens!!!! Vc fala coisas que muitos gostariam de falar, porem tem medo ou estao amarrados com governo. Ja estou te seguindo no blog, e pode ter certeza que irei divulgar para o maximo de pessoas que puder. Parabens!!!

    ResponderExcluir
  3. http://www.youtube.com/watch?v=ZYi3djrzPKo&tracker=False
    Vídeo mostra casal principal da Beija entrando na Sapucaí qdo a escola estava no setor 3. Repare na correria! A escola chega a parar de evoluir e ainda acabam de arrumar o chapéu do M.S.... Vai me dizer que a Globo, os jurados e demais meios de comunicação não viram? Me poupe....

    RICARDO DIVULGUE MAIS ESSE ABSURDO! VEJA POR SI MESMO ESSA VERGONHAAA!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. édico é condenado a pagar R$ 87 mil a paciente por cirurgia plástica mal-sucedida
    Alterar o tamanho da letra
    A+ a-
    4/11/2008 08:02:00
    O cirurgião plástico Altamiro da Rocha Oliveira foi condenado pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro a pagar R$ 87 mil a sua ex-paciente Marília de Sá Marques Poliano, que teve a mama deformada após cirurgia plástica mal-sucedida, de cunho estético, para esvaziamento da mama e colocação de prótese.

    A quantia corresponde a R$ 50 mil de indenização por danos morais, R$ 5 mil por outra operação a que a paciente teve que se submeter, R$ 2 mil pelo uso de motorista, uma vez que a vítima ficou impossibilitada de dirigir, e R$ 30 mil pelos lucros que ela deixou de ganhar, pois não pôde trabalhar durante 15 meses.

    O médico alegou que os problemas ocorreram porque havia nódulos malignos na mama da paciente. A desembargadora Letícia Sardas estranhou o argumento, já que a cirurgia foi realizada sem a presença de um oncologista: "Só o cirurgião plástico realizou a cirurgia sem o auxílio de um oncologista. Se a paciente fosse portadora de câncer de mama, o cirurgião plástico não faria. Ela foi submetida a cinco cirurgias, um absurdo. Não vai recompor a mama nunca mais", afirmou. Letícia Sardas disse também que laudos comprovaram a inexistência de nódulos malignos na mama da paciente em exames realizados em 1993, 1994 e 1995. "Houve negligência sim", concluiu.

    "Jamais foi ventilado que ela teria câncer, nódulo e, no entanto, houve uma tragédia, algo chocante", afirmou o desembargador Sergio Cavalieri. O desembargador destacou que se trata de uma relação de consumo na qual o médico é um prestador de serviços. "O foco é este: saber se houve ou não defeito na prestação do serviço", ressaltou o desembargador.

    Na ação de indenização, Marília de Sá conta que foi submetida a uma cirurgia plástica em janeiro de 1995 e que, logo após a operação, o médico garantiu que estava tudo bem e que não havia perigo de displasia (desenvolvimento anormal dos tecidos da mama) ou câncer. Tempos depois, a paciente começou a sentir fortes dores e foi atendida na clínica de Oliveira, onde sofreu infecção hospitalar após punções e injeção de antibióticos.

    As dores não cessaram e Marília foi submetida a outra cirurgia, em março do mesmo ano, para colocação de nova prótese, pois a anterior havia se rompido. Ela passou ainda por duas operações, sendo a última de emergência. Como os problemas não acabaram, ela buscou os serviços de outra cirurgiã plástica, que afirmou que a prótese estava exposta.

    Fonte : Uol Notícias
    Voltar

    ::

    ResponderExcluir
  5. Prezado Ricardo
    O Dr. Altamiro de Oliveira, dono da Clínica Santana é pessoa com histórias complicadas. Você é muito moço e talvez ainda nem nascido, quando anunciou-se um trágico acidente com a mulher do Dr. Nair era uma talentosa artista plástica, linda mulher e pessoa muito estimada nos meios sociais do RJ. E com o corpo totalmente queimado foi internada no Hospital da Lagoa e ali morreu.Foi alegado acidente com o Boiler da residência, que teria se aquecido a mais de 100 graus e "provocado" a tragédia. Nair tocou fogo no corpo, após um período de intenso desespero. Nair fora casada anteriormente e tinha um filho já adolescendo. Eis que chegou em casa e encontrou o marido na cama do filho, fazendo sexo com o menino. Não conseguiu superar este acontecimento e caminhou para um suicídio.
    Como ele era um "colunável" e cheio de influências a história foi "abafada" para o público. O que lhe contei são os bastidores da triste história da querida Nair.

    ResponderExcluir
  6. Ricardo
    A emoção levou a um erro que corrijo agora. - Norma , Norma Bandeira era o nome dela.

    ResponderExcluir
  7. Moro em coscos é não pago nada.
    isso é mentira.
    pode mandar vim qualquer pessoa pra cosmos é perguntar se isso é verdadeiro.

    ResponderExcluir
  8. Soares Cabral 38 tem muita história pra contar. Quando retiraram a mama de Marília em 2008 , nesta Clínica Sant´anna , havia naquele muquifo 3 clínicas de quimioterapia, com nomes diferentes e cnpj diferentes. Será que o médico plástico, teria que fazer a cirurgia de um tumor de mama, se tinham ali médicos que fizeram residência no INCA ? O dono da Sant´Anna foi apenas para a Vara Cível e apenas pagou uma indenização que para ele deve ser o salário de um dia. Esta passagem que tem para a Clínica Ênio Serra é suspeita. Como eles operaram a mama, num centro cirúrgico de merda, sem CTI? E a quimioterapia das 3 clínicas, que existiam lá até 2010, aplicavam na ÊNIO SERRA? O Estranho é que a ÊNIO SERRA não tinha setor de oncologia e nem de plástica. Uma é anexo da outra? Quem paga os funcionários, enfermeiros, atendentes? Sai no imposto de renda de quem??
    O CREMERJ fica quietinho porque só quer as mensalidades . E será que lá também tinha clínica de aborto? Não é impossível ! Os médicos adoram amizades com a banda podre do judiciário.

    ResponderExcluir
  9. Médicos da banda podre não são diferentes de policiais da banda podre. Eles recebem propinas, entram em esquemas de desvios de remédios, roubo de cargas, roubo de órgãos, abuso de pacientes, viciam com tarja preta, Conversam no centro cirurgico como se estivessem num bar, seduzem clientes, alguns tem acordos com funerárias, dividem lucros de convênios, e sabem técnicas que matam o paciente sem deixar vestígios para os peritos. Médicos vendem atestados de saúde e atestados médicos e trabalham em " quadrilhas" . Qual a diferença destes e de bandidos assumidos? Eles estudam em ótimos colégios e outros tem diplomas falsos porque o CREMERJ antigamente não exigia histórico escolar. Cirurgias desnecessárias é quase uma rotina. Como provar o que a gente sabe, sem receber o laudo de loucura?

    ResponderExcluir
  10. Quando eu retirei a minha mama, o tumor era invisível nos exames e depois dela retirada, passou a 7,0cm. Tenho medo que me matem, porque é equipe de gente fina da zona sul do Rio e todos eram do INCA. Eu não reclamei. Tenho pavor deles. Fiquem tranquilos, eu não vou denunciá-los, amores ! Erros acontecem, era meu Karma ! Dois já tiveram câncer de próstata, mas ainda falta o mais marrento da Academia de medicina. Juro que não conto ! Tranquilize-se !
    Pelo menos tiraram a mama do lado certo, porque muitos são dislexicos e confundem Direita com Esquerda. E se tiram as duas?

    ResponderExcluir
  11. Sabem o que é Médico Ético ? É aquele que não é X9 e esconde o crime dos outros.

    ResponderExcluir
  12. Esse fato é escandaloso e indgnatório.E olha que eu vou ao IFF de vez em quando.O pior é que ainda essa merda de direção deu um RioCard de R$40.Um absurdo.Eu quero RICARDO GAMA PREFEITO em 2012.Ele vai consertar essa cidade.Chega de propaganda.

    Luiz
    Deodoro,Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir
  13. ANTES DE COMENTAR PROCURE INFORMAÇÕES CORRETAS, VCS Ñ FAZEM IDÉIA DE QUANTAS VIDAS ESTES MÉDICOS JÁ SALVARAM.

    ResponderExcluir
  14. Gente cuidado com a clinica Enio Serra (Rio de Janeiro) é um verdadeiro matadouro.

    ResponderExcluir