UOL Assine

UOL Assine

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Ministério Público denuncia donos do Grupo Facility por formação de cartel e fraudes no Governo Sérgio Cabral

.

Ihhhhhhhhhhhh !!!

A casa caiu, ou está começando a cair, para o mega empresário, e amigo do Governador Sérgio Cabral o empresário Arthur Cezar Soares dono do Grupo Facility.

Segundo o Ministério Público o empresário Arthur Cezar Soares e Eliane Pereira Cavalcante - donos do Grupo Facility, maior fornecedor de mão de obra do governo do estado - são acusados de forjar concorrências entre empresas para vencer contratos do Detran no período de 2003 a 2009.

Somente em 2009, 42% de todos os contratos assinados pelo órgão (ou seja, o equivalente a R$ 701 milhões), teriam sido realizados apenas com empresas do grupo Facility.

É tanta sacanagem, e tanta picaretagem, que adivinha quem advoga para o Grupo Facility ?

Acertou quem respondeu a esposa do Governador Sérgio Cabral, precisamente a advogada Adriana Ancelmo Cabral, conforme a matéria abaixo publicada no dia 25/01/2010.

Nesse Governo do Sérgio Cabral é lama para tudo que é lado, na área da saúde, no Detran, e por aí vai, é só as autoridades competentes procurarem que acham fácil.

O negócio é apurar, e botar todos os vagabundos, ladrões, e fraudadores de licitação na CADEIA.

Lugar de bandido é na CADEIA !



O Ministério Público estadual apresentou denúncia por formação de cartel contra o empresário Arthur Cezar Soares e Eliane Pereira Cavalcante, donos do Grupo Facility, maior fornecedor de mão de obra do governo do estado. Eles são acusados de forjar concorrências entre empresas para vencer contratos do Detran no período de 2003 a 2009. Somente em 2009, segundo o MP, 42% de todos os contratos assinados pelo órgão, ou seja, R$ 701 milhões, foram realizados apenas com empresas do grupo Facility.

Na denúncia, o MP afirma que Arthur se reunia com os outros empresários para combinar as disputas. Com isso, as empresas do grupo Facility venciam as consultas de preços ou pregões realizados pelo Detran para a contratação de serviços nas áreas de limpeza, segurança patrimonial e processamento de dados. O MP identificou também sócios de empresas que concorriam com a Facility e que participavam direta ou indiretamente do grupo.

Em nota, os sócios da Facility negam qualquer irregularidade. Afirmaram ainda que desconhecem a denúncia do MP e que nunca foram chamados pela promotoria para prestar esclarecidos.

Também em nota, o Detran negou as irregularidades. Segundo o órgão, "a atual gestão é marcada pela transparência e permanente busca da redução do custeio, com resultados expressivos - cujos números constam do site da instituição". O Detran informou ainda que "todas as licitações são realizadas em procedimentos administrativos com ampla competitividade, prevalecendo a realização de pregões pelo menor preço, que, em alguns casos, foram referendados em decisões judiciais, após disputas entre empresas concorrentes".

Em outro trecho da nota, o Detran afirma que desde "dezembro de 2008, 160 licitações já foram realizadas, com a participação das mais diversas empresas, algumas de renome internacional. Empresas do Grupo Facility participaram de 10 licitações e saíram vencedoras em 5 ocasiões", diz a nota.


2 comentários:

  1. E a "mídia isenta"? Nem uma "notinha" sequer?
    E se for um NOTÃO($)?

    ResponderExcluir
  2. o nome é oportuno "Facility"

    resta agora saber quem é o "Facilitador"

    ResponderExcluir